A separação de um casal. Por que chegar a esse ponto?

18:33 2 Comments


A pessoa que decide desfazer seu casamento deve pesar bem as consequências dessa desunião. Decisões como essa são o resultado de fortes emoções, que sempre conduzem a atitudes radicais, resultando num caminho mais fácil. Isso tem um preço alto e nem sempre é a solução ideal. Os corpos podem se separar, mas o espírito devorador da família, o que causou a desunião, vai multiplicar os problemas na vida do ex-casal.

O problema nem sempre está na incompatibilidade de gênio, mas no “gênio do mal”, mentor da separação. Se ele destruiu o primeiro casamento, é quase certo que fará o mesmo também no segundo.

O problema não está nos cônjuges, mas nos espíritos que lhes oprimem através de vários tipos de sentimentos e emoções.

Os profetas do passado mencionaram a existência do espírito familiar. Sua única tarefa é dividir lares. Separações, divórcios e demandas entre casais são ocasionadas pelo trabalho intenso dessa entidade maligna. É ela quem facilita as traições, induzindo o cônjuge a se sentir atraído por outra pessoa. Esse espírito confunde, faz divisão e causa o divórcio, alcançando o seu objetivo, que é o de destruir os lares.

O espírito imundo usa outros espíritos, com menos poder, para encostarem-se às pessoas a fim de destruir o casamento.

Todos os membros da família são vítimas, porém, os mais afetados são os filhos. Eles crescem e se desenvolvem com o mau referencial dos pais separados. Certamente, herdam o mesmo espírito pelo resto da vida. Salvo, se conhecerem o Senhor Jesus. Somente assim, as maldições são quebradas. Mas, enquanto não houver conversão e novo nascimento, os filhos estarão destinados a sofrer. 

“Texto extraído do livro: Fé racional”

Agora deixo a minha opinião a respeito do que foi descrito. Deus criou o homem para a mulher e a mulher para o homem. Nascemos para sermos felizes juntos. Sempre vamos passar por contendas. Isso é normal. Mas Deus deu a sabedoria para cada um de nós decidirmos o que é certo ou errado e ter condição de resolver qualquer tipo de problema.

Não vou te dizer que a vida de casado ou até mesmo de namoro é um mar de rosas. Pelo contrário. Temos que orar sempre por nossa vida sentimental, para nenhum tipo de mal atrapalhar a nossa caminhada com nosso cônjuge e também com Deus.

Antes de dar um passo definitivo em sua vida, que é o casamento, ore a Deus e peça para que Ele te mostre se isso é certo ou errado para você. Já que, se você decidiu entrar definitivamente nessa canoa, não tem como mais pular do barco sem perdas.

As perdas são inúmeras. Será que vale a pena sofrer tanto sendo que isso pode ser resolvido no inicio? Ame com o coração, mas ame também com a razão. Busque e siga os ensinamentos de Deus que a sua vida será ainda mais próspera e abençoada.

Beijos da Alba. Fiquem com Deus! =)

Eu sou Alba Joacy. Jornalista, cantora, compositora e que ama JESUS! Adoro escrever e estar antenada com todos os assuntos de momento! Esse será o nosso espaço para trocarmos informações e opiniões! Espero vocês!

2 comentários:

  1. Não acredito...Nem sempre "o felizes para sempre é verdade",Deus não obriga ngm a ser infeliz,as vezes o casamento simplesmente acaba.Sem força do mal,sem espírito da discórdia.
    Esse tipo de doutrina faz pessoas viverem infelizes achando que são obrigadas a viver sem amor.

    ResponderExcluir
  2. Não acredito...Nem sempre "o felizes para sempre é verdade",Deus não obriga ngm a ser infeliz,as vezes o casamento simplesmente acaba.Sem força do mal,sem espírito da discórdia.
    Esse tipo de doutrina faz pessoas viverem infelizes achando que são obrigadas a viver sem amor.

    ResponderExcluir